A AUSÊNCIA DO ESPORTE NA GRADE DA RECORD

Por O Dia

A Record ainda mantém jornalistas, poucos, mas mantém, na sua equipe de esportes, que se desdobram em cobrir o factual e preparar matérias para o semanal 'Esporte Fantástico'.

Aí que vem a questão: por que não dar ao programa um horário mais decente? Manhã de sábado, número de ligados lá embaixo e antes de igreja, é muito complicado.

Essa resistência da Record em não partir para o campo esportivo, nos dias atuais, é algo inconcebível.

Está certo que entrar na dividida do futebol pode não ser um bom negócio, mas hoje são inúmeras as alternativas, com perspectivas comerciais das mais interessantes e índices de aceitação bem elevados junto ao público. Por que não arriscar?

Ficar nessa de programa semanal e Jogos Pan-Americanos, de quatro em quatro anos, não dá. Isso e nada, é nada.

A presença do esporte, numa grande rede de TV, hoje é imprescindível.

Últimas de DMulher