01 de janeiro de 1970
  • WhatsApp (21) 98762-8248

Portal aproxima clientes e profissionais de saúde

Site, criado há dois meses, já cadastrou mais de 600 candidatos a vagas de trabalho no país. Ferramenta também oferece cursos de ensino a distância

Por O Dia

Profissionais da área de saúde e empresas do setor interessadas em contratar agora possuem um canal de interação em um site, otimizando as oportunidades de emprego. Disponível há apenas dois meses, o Dedica Saúde cadastrou mais de 600 candidatos em todo o país. A ferramenta também oferece cursos em parcerias com instituições de ensino a distância voltadas para o segmento, contribuindo para o aprimoramento e atualização de conhecimento.

Os profissionais cadastrados no portal recebem gratuitamente avisos sobre as melhores vagas anunciadas na sua área de atuação. Há, também, o 'Guia de Saúde Dedica', que permite o acesso direto de clientes aos contatos de profissionais de saúde, conforme a especialidade de interesse.

Os contratantes também possuem um espaço onde podem gerenciar o histórico de currículos recebidos e selecionados para entrevistas. "Somos um classificado de vagas específico para a área da saúde. Disponibilizamos ferramentas que auxiliam na busca de profissionais", resume a empresária Alessandra Inácio, que criou o site.

CURRÍCULOS E CATÁLOGO

A ferramenta ainda oferece opções aos profissionais do segmento: fazer cadastro para se candidatar às vagas ou ainda aparecer no guia, que funciona como um catálogo médico à disposição de qualquer internauta.

A idealizadora da iniciativa destaca, ainda, a agilidade e a privacidade para quem está à procura de profissionais. "O site permite o cadastro dos dados pessoais e do currículo. Por ser um portal de vagas segmentadas, a chance de achar um profissional qualificado com mais rapidez, diversidade, segurança e credibilidade é muito maior. Ele também permite ao contratante, pessoa física ou jurídica, manter a privacidade quanto à identificação. A privacidade da identidade do contratante é muito importante no caso de grandes empresas que, quando anunciam uma vaga com identificação, acabam sobrecarregando seu RH com contatos por telefone e presenciais inesperados", argumenta Alessandra Inácio.