Mengão atropela a Chape e segue na luta pelo título

Com gols de Willian Arão, Cuéllar, Juan e Lucas Paquetá, Rubro-Negro vence e vai pela primeira vez às quartas de final da Copa Sul-Americana

Por Vitor Machado

O Flamengo mostrou força em casa e, com Reinaldo Rueda no banco, manteve o corpo fechado contra qualquer fantasma. Com a goleada de 4 a 0 sobre a Chapecoense, ontem, na Ilha do Urubu, o Rubro-Negro chegou às quartas de final da Sul-Americana pela primeira vez na história. Um passo importante na caminhada rumo a uma posição de protagonismo no continente. O resultado dá gás à equipe que, quarta que vem, joga por uma vitória para ser campeão da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, no Mineirão.

Desde o título da Mercosul, em 1999, que o Flamengo não conquista uma competição internacional. Além da busca pela quebra do jejum, o clube tem na Sul-Americana mais uma alternativa de acesso à Libertadores de 2018. Por isso, o time sabia que não poderia dar chance ao azar. O 0 a 0 no jogo de ida não ofereceu qualquer vantagem ao Rubro-Negro e ainda deixou a brecha à Chapecoense, que passaria de fase em caso de qualquer empate com gols.

Esse foi o motivo de os comandados de Rueda começarem o jogo em ritmo intenso, sem esperar o adversário, diferentemente do que vinha fazendo desde a chegada do técnico colombiano. Logo aos 6, Trauco lançou Guerrero. O auxiliar levantou a bandeira, mas o árbitro Michael Espinoza, ao ver que a bola havia sido desviada por Douglas Grolli, deixou o lance seguir corretamente. O peruano errou ao tentar driblar Jandrei. Cuéllar aproveitou a sobra para abrir o placar.

A vida do Flamengo poderia ter ficado ainda mais fácil, aos 14, se o juiz tivesse expulsado Jandrei, que, com a mão, fora da área, evitou gol de Berrío. Nada que pudesse alterar o rumo da história. Até porque, sete minutos depois, Willian Arão recebeu cruzamento de Guerrero e ampliou a vantagem no placar.

Guerrero participou também do terceiro gol, aos 17 do segundo tempo. O peruano cabeceou, após falta cobrada por Pará, e Juan, no rebote, balançou a rede catarinense.

Com o jogo resolvido, Rueda, aos poucos, começou a poupar os seus principais jogadores, ao trocar Berrío, Guerrero e Diego, por Gabriel, Lucas Paquetá e Vinícius Junior. E Paquetá, aos 43 minutos, recebeu de Everton Ribeiro e, de pé direito, fechou a goleada. No sábado, o Flamengo recebe o Avaí, às 19h, na Ilha do Urubu, pelo Brasileiro.

Comentários

Últimas de Esporte