Livre da ressaca da Liberta, Fogão quer voar mais alto

Presidente do clube elogia os jogadores e diz que o céu é o limite do time no Brasileiro

Por O Dia

Com 'doses' regulares de vitórias no Brasileiro, o Botafogo encontrou um eficaz 'antídoto' para curar a eliminação diante do Grêmio, nas quartas de final da Libertadores. Líder do returno, com 15 pontos, e de volta ao G-6, o Glorioso renova a confiança de todos os torcedores, entre eles o presidente Carlos Eduardo Pereira, que se permite sonhar alto.

"O Corinthians perdeu pontos importantes. O céu é o nosso limite. Temos que seguir trabalhando duro e buscar o melhor resultado possível sem estabelecer metas. Confio muito no que este elenco do Botafogo pode realizar", disse o presidente.

Com 1% de chance de ser campeão, o Alvinegro soma 40 pontos e está a 14 de alcançar o líder Corinthians. A curto prazo, a meta é seguir na zona de classificação para a Libertadores. Com quatro vitórias consecutivas, a equipe recebe o Vitória no Nilton Santos, domingo, às 16h, com o desafio de manter o bom momento no Brasileiro.

"A receita eu não posso falar (risos), mas está todo mundo muito focado para buscar esta quinta vitória", disse Arnaldo, bem-humorado.

CENTRO DE TREINAMENTO

Em parceria com a prefeitura, o Botafogo lançou o projeto 'O Rio Planta, o Botafogo Cuida', que prevê o plantio de 160 mudas de árvores no interior e no entorno do Nilton Santos. Durante o evento, Carlos Eduardo Pereira revelou que os atrasos burocráticos que impedem o anúncio da aquisição do Espaço Lonier, em Vargem Pequena, que abrigará o futuro CT do clube, não prejudicarão o desfecho.

Ontem, Marcelo Guimarães, do grupo 'Grande Salto' oficializou a candidatura para enfrentar Nelson Mufarrej, candidato da situação, na eleição presidencial do clube, que será em novembro.

ARNALDO ENCAMINHA A RENOVAÇÃO

O Botafogo deve oficializar nos próximos dias a renovação do contrato de Arnaldo. As bases já foram acertadas e o lateral-direito vai estender o vínculo até o fim de 2019. O Glorioso pagará R$ 300 mil parceladamente à Penapolense para sacramentar a negociação de forma antecipada e não repetir o erro no caso Alemão.

Embora apalavrado, o lateral acabou fechando com o Internacional pela falta de acordo entre Botafogo e Bragantino, então dono de seus direitos econômicos. O rápido desfecho foi comemorado por Arnaldo.

"Falta assinar. As partes já se acertaram, faltam detalhes. Eu quero ficar. Estou ambientado, correu tudo bem. Tenho tudo para seguir no Botafogo", celebrou.

Com contrato até dezembro, Dudu Cearense, Airton, Gilson e Roger são os próximos da lista da diretoria do Alvinegro.

Comentários

Últimas de Esporte