Melhor goleiro da Copa do Brasil, Gatito é só felicidade

Alvinegro admite que atravessa a fase mais regular na carreira e diz que o prêmio é resultado de muito trabalho

Por O Dia

Eleito o melhor goleiro da Copa do Brasil, Gatito Fernández colhe os frutos da ótima fase na carreira. Não é à toa que Jefferson, principal ídolo do elenco alvinegro, vive a atípica condição de reserva. Em 2017, o goleiro paraguaio coleciona uma série de defesas difíceis, daquelas de 'cinema'. Quando o assunto é penalidades, Gatito é o terror dos batedores, com oito intervenções em 13 cobranças no ano.

"É uma alegria imensa, é um prêmio que não esperava, mas é sempre importante. Receber um prêmio dessa magnitude me deixa muito feliz com o meu trabalho. É o meu melhor momento falando na regularidade. Já tive bons momentos fora do Brasil, mas venho regular nos últimos três anos. No Botafogo, consegui manter, isso me deixa muito feliz", disse Gatito.

APOIO A MURALHA

A aventura do goleiro em solo brasileiro começou em 2014. Durante quase dois anos, ele vestiu a camisa do Vitória, adversário de domingo, pelo Brasileiro. Em 2016, desembarcou em Santa Catarina com a missão de substituir Alex Muralha, então contratado ao Flamengo.

Gatito voltou a se destacar e despertou o interesse do Glorioso para preencher a lacuna deixada por Sidão, que trocou o clube pelo São Paulo, e substituir Jefferson, então machucado. Ao defender três cobranças na disputa de pênaltis com o Olimpia (PAR), na pré-Libertadores, o goleiro mudou o status e virou uma das referências do Botafogo na temporada.

Em alta, Gatito se mostrou solidário ao criticado Muralha: "Não sei o trabalho que ele faz no Flamengo, mas o conheciam no Figueirense, sempre falaram bem, exaltavam a qualidade dele. Não é o melhor momento dele, mas dará a volta por cima."

PIMPÃO SE RECUPERA E DEVE JOGAR

A participação no treino com bola aumentou a chance de Rodrigo Pimpão reforçar o Botafogo contra o Vitória. Com dores no joelho direito, o atacante foi preservado e não enfrentou o Coritiba no domingo. Em recuperação, ele voltou a trabalhar na quarta-feira a parte física com o restante do grupo, mas apenas ontem foi liberado para treinar com bola.

A expectativa é que Pimpão esteja à disposição até domingo. Com Arnaldo e Roger, suspensos, o técnico Jair Ventura pretende aproveitar os últimos dias livres para definir a equipe. Luis Ricardo e Brenner, respectivamente, foram testados entre os titulares.

No entanto, o comandante alvinegro não descarta uma variação mais ofensiva no esquema com a entrada de Leo Valencia ou Marcos Vinícius no lugar de um dos três volantes. Nesse caso, Rodrigo Lindoso e Matheus Fernandes são os 'ameaçados'. Bruno Silva e João Paulo têm vaga assegurada no duelo com o Vitória, às 16h, no Nilton Santos.

Comentários

Últimas de Esporte