Tarefa muito difícil no Sul

Para se afastar do Z-4, Flu terá que vencer o Grêmio pela primeira vez na temporada

Por HUGO PERRUSO

Em má fase e pressionado pela aproximação cada vez maior da zona de rebaixamento, o Fluminense terá uma missão das mais difíceis para acabar com o jejum de quatro rodadas sem vencer no Brasileiro. Fora de casa, o Tricolor encara o Grêmio e tem um retrospecto nada favorável. Se não bastassem as três derrotas para os gaúchos nesta temporada, o time de Abel Braga não tem se saído bem contra os adversários que estão na parte de cima da tabela na competição.

Com exceção dos 3 a 2 sobre o Santos, na primeira rodada do Brasileiro, o Fluminense não venceu ninguém que está no G-7. Foram cinco derrotas (Corinthians, Grêmio, Botafogo e duas para o Palmeiras) e três empates (Santos, Cruzeiro e Flamengo). Só que o Tricolor precisa começar a mudar esse panorama se não quiser contar com outros resultados para não entrar na zona de rebaixamento. Afinal, depois dos gaúchos, o duelo será com os rivais rubro-negros.

"Não tem como não olhar para baixo. Chegamos nessa situação. Temos simplesmente agora Grêmio e Flamengo. Começou difícil para nós o campeonato no primeiro turno. Mais duas pedreiras. Tivemos chance de chegar ao G-6 e falhamos. Já que falhamos para cima, temos que nos afastar de baixo", avisou Abel.

Duas pedreiras que o Fluminense enfrentou várias vezes na temporada e ainda não conseguiu vencer. Contra o Flamengo foram cinco confrontos, com três empates e duas derrotas. Já o Grêmio foi ainda pior para os tricolores.

UM GOL EM TRÊS JOGOS

Além das três derrotas, duas pela Copa do Brasil, o Fluminense só marcou um gol (perdeu por 3 a 1 no Sul), enquanto levou sete.

"Jogo muito complicado. Enfrentamos três vezes e não fomos felizes. Se eles estão em terceiro, é porque contam com jogadores de qualidade, enquanto enfrentamos problemas em cima de problemas. Há dedicação e entrega grande dos jogadores, mas a situação preocupa", admitiu o treinador tricolor.

Cavalieri entre as novidades

Para acabar com o jejum de vitórias, o técnico Abel Braga aposta em mudanças na equipe. A principal novidade é o retorno de Diego Cavalieri, que não atua desde 31 de maio, justamente contra o Grêmio (derrota por 2 a 0 pela Copa do Brasil).

Além do goleiro, o Fluminense terá outras novidades. Como Henrique e Renato Chaves estão machucados e Nogueira, suspenso, Reginaldo volta a ser titular. E Sornoza ganhará uma chance, no lugar de Wellington.

Comentários

Últimas de Esporte