Vontade política é fundamental

Por O Dia

O modelo pernambucano tem outro fator primordial para o sucesso: vontade política algo que faltou ao Rio, terra dos abandonados Cieps, na década de 1980. Implementado pelo governador Jarbas Vasconcelos (PMDB) em 2005, o tempo integral pernambucano teve continuidade com os governos de Eduardo Campos (PSB), João Lyra Neto (PDT) e Paulo Câmara (PSB), que entenderam o que deveria ser o óbvio: Educação é política de Estado, não de governo.

Na próxima matéria da série sobre a reforma do Ensino Médio feita pelo DIA, que será publicada na sexta-feira, a reportagem abordará a definição do ensino técnico profissionalizante como um dos cinco 'itinerários formativos' que o aluno poderá escolher antes de iniciar os estudos.

Comentários

Últimas de Opinião