Tiroteio, morte e pânico no Flamengo e no Centro

Homem morto é suspeito de assaltar clientes de bar na Zona Sul e balear policial

Por O Dia

Um suspeito morreu em meio a intensa troca de tiros com policiais militares e após perseguição, na tarde de ontem, próximo ao III Comando Aéreo Regional (III COMAR), no Centro do Rio. De acordo com policiais, o homem havia assaltado clientes de um bar no Flamengo e chegou a balear um policial reformado que tentou evitar o crime. Houve pânico de moradores e frequentadores do local, que relataram o caso em redes sociais e avisaram que se evitasse passar pelo bairro.

De acordo com informações da Polícia Militar, por volta das 16h, um PM do 2º BPM (Botafogo) patrulhava a Praia do Flamengo em uma motocicleta, quando foi acionado por denúncia de que criminosos haviam baleado o policial reformado em frente ao restaurante Belmonte.

A corporação afirmou ainda que, quando o militar chegou ao local, junto com equipe do policiamento do Aterro Presente, "dois criminosos em um veículo Honda City efetuaram diversos disparos contra os militares". Já a assessoria do Aterro Presente informou que, neste momento, havia apenas um assaltante, que seguiu em fuga, com um refém, que era o proprietário do veículo, em direção ao Túnel Marcelo Alencar, no Centro.

Na perseguição, foi organizado um cerco e, já próximo ao III Comando Aéreo Regional (III COMAR), o homem reagiu à abordagem. Houve troca de tiros e o assaltante foi baleado, morrendo no local.

A PM informou que a vítima do roubo foi baleada no ombro e socorrida pela ambulância do Corpo de Bombeiros para o Hospital Souza Aguiar. Não foi divulgado o estado de saúde da vítima.

A ocorrência foi registrada na 9ª DP (Catete). Até o fechamento desta edição, a reportagem não obteve retorno da assessoria da Polícia Civil.

Galeria de Fotos

Tiroteio começou no Aterro e envolvido morreu já no Centro do Rio Reprodução
Pessoas que estavam próximo ao local tentaram socorrer ferido Reprodução

Últimas de Rio De Janeiro