Pai e filho baleados na Baixada

Homem morreu. Menino de 13 anos foi atingido na cabeça e está em estado grave

Por Aline Cavalcante

Um homem morreu e um menino de 13 anos foi baleado em Saracuruna, Duque de Caxias, na madrugada de ontem. Segundo testemunhas, Gustavo da Silva Figueiredo estava com os três filhos no carro e aguardava sua mulher sair de um churrasco, quando ocupantes de um veículo prata passaram atirando na direção deles. As vítimas foram socorridas por pessoas que passaram pelo local na hora do crime.

De acordo com o 15º BPM (Duque de Caxias), Gustavo morreu a caminho do pronto-socorro de Saracuruna. Baleado com dois tiros na cabeça, o adolescente foi levado em estado grave para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, no mesmo município. As outras duas crianças que estavam no carro não ficaram feridas.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga o crime. Segundo a unidade, a perícia já foi realizada no local e um inquérito policial foi instaurado para apurar os fatos e esclarecer o que teria motivado o atentado.

"As investigações seguirão sob sigilo, visando não atrapalhar o levantamento dos autores do crime", disse Giniton Lages, delegado titular da DHBF.

Gustavo da Silva tinha passagem pela polícia. Ele chegou a ter prisão decretada por crime de posse ou porte ilegal de armas, em maio de 2013. A acusação apontava que ele estava no interior de automóvel, na companhia de duas pessoas, quando foi abordado por policiais militares, que, após realizarem revista no veículo, encontraram a arma de fogo com numeração de série raspada. Na ocasião, Gustavo teve a prisão preventiva decretada.

Este foi o segundo caso semelhante em menos de uma semana, em Duque de Caxias. No último domingo, Renan dos Santos Macedo, de apenas 8 anos, foi atingido por um tiro na cabeça durante um arrastão no trânsito e morreu no dia seguinte, após ter sofrido várias paradas cardíacas seguidas.

Últimas de Rio De Janeiro