Inquérito sobre Paes é mantido no STF

Manifestantes pediram à Justiça uma decisão sobre Uber, Cabify e 99

Por O Dia

Por três votos a dois, a primeira turma do Supremo Tribunal Federal decidiu, ontem, manter no STF a investigação sobre o ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (PMDB) por suposta corrupção passiva e lavagem de dinheiro, baseada em delações premiadas da empreiteira Odebrecht.

Paes, que havia tido seu caso enviado para a Justiça Federal do Rio de Janeiro, por não possuir foro privilegiado, ganhou um recurso em que argumenta que as investigações fazem parte da Operação Lava Jato e não podem ser desmembradas.

Paes é investigado por suposta intermediação de R$ 3 milhões que teriam sido pagos pela Odebrecht ao deputado federal Pedro Paulo (PMDB) na campanha de 2010 e por supostamente receber R$ 15 milhões em troca de facilitação de contratos para a empreiteira nos Jogos Olímpicos de 2016. Tanto o ex-prefeito como o deputado federal negam qualquer relação ilegal com a Odebrecht.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro