Garotinho tem prisão domiciliar revogada

Por O Dia

Por quatro votos a dois, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revogou, ontem, a prisão domiciliar do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho. Há duas semanas, o político e radialista fora preso no Rio e levado a Campos para ficar recluso em casa, enquanto aguarda recurso de sua condenação por compra de votos por meio do programa Cheque Cidadão. Carlos Azeredo, o advogado de Garotinho, disse que todas as medidas cautelares foram canceladas, incluindo a proibição de o ex-governador falar sobre o processo. A decisão permite também que Garotinho retorne ao trabalho na Rádio Tupi, bem como a usar as redes sociais.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro