Memorial do Nordeste

Por O Dia

Uma exposição batizada de "Memorial do Nordeste" foi iniciada em setembro na Feira de São Cristóvão, proporcionando aos visitantes nordestinos a chance de matar a saudade da terra de origem. Só no primeiro mês, a mostra recebeu um público de 25 mil pessoas.

A exposição abriga uma casa feita de taipo, com decoração e acessórios típicos do Sertão Nordestino, imagens sacras e uma maquete temática que retrata uma festa de São João. Segundo o artista Adriano Siqueira, a maquete, que é a única temática do Brasil, foi confeccionada em um mês. "A exposição vai ser permanente. No Natal pretendemos confeccionar bonecos com tema natalino", prometeu Siqueira, que atuou na mecanização da obra. A cenógrafa Victória Vieira lembrou que grande parte do público se emociona ao entrar na casa.

"As pessoas lembram da infância no Sertão e choram por conta das lembranças. Esperamos que as pessoas interajam com a casinha de taipo e nos passem algum detalhe que talvez não esteja na casa para que o local fique mais próximo possível da realidade", comentou. O espaço funciona dentro da Feira de São Cristóvão e fica aberto ao público, sem cobrança adicional de ingresso. O artista Marcelo Viana, também assina a confecção da obra.

Além da exposição, os visitantes da Feira de São Cristóvão encontram bares e restaurantes com cardápio variado com pratos e bebidas típicas das regiões Norte e Nordeste. O público também poderá desfrutar de estabelecimentos que comercializam artesanato, roupas, chapéus e muitos outros produtos. Nos fins de semana, há shows e muita música.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro