Dieta mediterrânea ajuda no combate ao refluxo gástrico

Pesquisa sugere que alimentação pode ser um caminho para tratar o problema sem medicamentos que provocam efeitos colaterais

Por O Dia

Dieta mediterrânea é rica em vegetais
Dieta mediterrânea é rica em vegetais - Reprodução da internet

Aderir à dieta mediterrânea é tão eficaz no controle do refluxo gástrico quanto tomar medicamentos, sugere uma nova pesquisa publicada no periódico científico JAMA Otolaryngology - Head & Neck Surgery. A alimentação característica de países banhados pelo Mar Mediterrâneo se baseia no consumo de peixes, frutas, legumes, verduras, cereais, castanhas e azeite.

No estudo, pacientes que seguiam essa rotina alimentar apresentaram melhora dos sintomas de refluxo, o que foi considerado um caminho para um novo tratamento da condição sem remédios.

Fármacos conhecidos, como prótons, neutralizam o ácido no estômago e são amplamente prescritos para o combate a diferentes tipos de refluxo, como o laringofaríngeo (às vezes chamado refluxo silencioso) e o gastroesofágico, que produz sinais típicos de azia. No entanto, o uso prolongado deles é associado a efeitos colaterais graves  como ataque cardíaco, demência e lesões nos rins  e a um risco aumentado de morte.

A dieta mediterrânea ainda se mostrou importante para a perda de peso e para a diminuição do consumo de medicamentos contra hipertensão arterial e colesterol alto.

Comentários

Últimas de Vida Saudável