EXCESSO DE PESO

Por O Dia

Atenção, também, ao excesso de peso. Os pneus são feitos para suportar cargas pesadas. Mas o excesso de peso pode comprometer a estrutura do pneu. A Anip, associação do segmento, recomenda que o motorista obedeça aos limites descritos no manual.

Cuidado com derivados de petróleo e solventes. O contato não é benéfico para os pneus, já que atacam a borracha. Esteja atento para não estacionar sobre poças de óleo e verifique se os produtos usados nas rodas possuem alguns destes elementos.

Em todo pneu, há dados indicando capacidade de carga e velocidade na qual o produto pode ser submetido, por exemplo. A Bridgestone orienta como fazer a interpretação. Segundo a fabricante, o TWI, que são os ressaltos de borracha nos sulcos dos pneus com 1,6 mm de profundidade, sinaliza que o pneu está 'careca'. Quando ele fica no nível da banda de rodagem, é o momento em que ele deve ser trocado.

A medida nominal em milímetros entre os veículos de passeio pode variar normalmente de 165 a 315. Este é um fator que influencia na estabilidade gerada pelo pneu. Na sequência, aparece o percentual entre a altura e a largura da seção do pneu.

Quanto maior o número, mais alto é o perfil do pneu. A letra a seguir indica o tipo de construção. Pode ser designada por um R (Radial) ou D ou sem indicação (Diagonal). Normalmente, os pneus tipo R têm cintas feitas em aço, gerando maior rigidez e durabilidade. O último número, de dois dígitos, é a medida do aro, em polegadas.

O índice de carga e símbolo de velocidade é o índice de carga, número de 2 ou 3 dígitos que corresponde à carga máxima que o pneu pode suportar. Ele é seguido por uma letra que é o símbolo de velocidade e que informa a velocidade máxima que o pneu pode suportar quando sujeito à carga máxima.

Comentários

Últimas de Automania