01 de janeiro de 1970
  • WhatsApp (21) 98762-8248

LULA NO RIO

Por O Dia

Em tom de campanha, debaixo de chuva, o ex-presidente Lula discursou ontem à tarde no Centro do Rio, próximo às sedes da Petrobras e do BNDES. Lula citou o reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Concellier Olivo, que se matou segunda-feira, após acusações feitas em operação da Polícia Federal que investiga desvio de recursos públicos para projeto de educação a distância. "Não tenho pretensão de me matar. Vou enfrentar. Já provei minha inocência. Quero que provem uma única culpa", disse Lula, complementando que seus opositores são responsáveis pela apressada morte de Dona Marisa. "Querem evitar que eu volte, mas estou tranquilo", disse. A um público formado por sindicalistas da CUT e de empregados de estatais, Lula falou por meia hora. "Se preparem porque o povo trabalhador vai voltar a governar esse país", discursou. Lula ainda comparou o governo Temer a gerentes das Casas Bahia. "Estão vendendo tudo", ironizou.