Debandada boliviana

Por O Dia

Congressistas acompanham e cobram de perto o caso do pedido de asilo de dois bolivianos ao governo do Brasil, até agora sem sucesso para os hermanos no Ministério da Justiça. Eles são o promotor Marcelo Ricardo Soza Alvarez e o segurança João José Laguna Saavedra. O promotor Sosa investigou a morte de três estrangeiros por forças oficiais do governo de Evo Morales, e encontrou muita coisa estranha. Quer sair de lá.

El irlandés

Um dos mortos é um irlandês cuja família não compreendeu até agora o que houve. Nos bastidores, há suspeita de que o governo boliviano pretende considerá-los terroristas.

E aí?

O deputado Alfredo Kaefer (PSL-PR) mandou ofício para o ministro da Justiça, Torquato Jardim, pedindo providências sobre o caso. Evo Morales, aliás, será recebido por Temer amanhã.

Bota-fora

No ofício enviado ao ministro, o deputado Kaefer frisa que "são quase 1.000 líderes bolivianos expulsos pela política do atual governo" de Morales.

Pé na porta

Lula está com um pé no gabinete do Planalto caso não seja impedido pela Justiça de concorrer. Há discreto movimento de grandes empresários que admitem apoiá-lo. A vitória depende do Barba. Se mantiver os índices na pesquisa, basta uma carta para a Fiesp (elite paulista), CNI (industriais do país) e Febraban (bancos) garantindo que vai manter a política econômica e monetária do atual governo.

Lula.. lá

Com a bênção dessa turma e com o tradicional apoio das centrais sindicais, Lula está lá. Aliás, foi assim que, em 2002, com a 'Carta ao povo brasileiro', Lula sinalizou para o triunvirato que não romperia paradigmas; não teve apoio deles, mas não houve resistências. E ainda chamou um tucano, o Henrique Meirelles, para cumprir a promessa.

Por fora

Ciro Gomes (PDT) quer ser o candidato de centro-esquerda, principalmente ocupar o vácuo que Lula pode deixar se for impedido pela Justiça. Difícil será conquistar o coração dos petistas. O PDT acha que puxa até 10% dos eleitores de Lula para Ciro.

Pobre Minas

A Vale lucrou R$ 7 bilhões no trimestre. Mas quer mais. É sócia da Samarco (que volta a operar em 2018, mas não construiu uma casa para atingidos da barragem em MG).

Hein!?

Foi criada a Frente Parlamentar pela Defesa da Bicicleta como Meio de Transporte, com 209 excelências. Ganha um bombom quem provar que dez deles tocam pedal toda semana.

What!?

Com Donald Trump sem saber onde fica o Brasil, a Câmara agiu. Com 202 deputados, criou a Frente Parlamentar Mista pelo Fortalecimento das Relações Comerciais Brasil-Texas, o estado americano. Coisa inédita fora da relação bilateral entre países.

Postagem oficial

Caiu Francisco Esquef, vice-presidente de Finanças que trabalhava para pôr as contas dos Correios em ordem. Assumiu Carlos Fortner, ligado ao ministro Gilberto Kassab (PSD), que controla a estatal. A assessoria dos Correios informou que "mudanças são naturais nas empresas e visam ao aperfeiçoamento da gestão".

Tocando em frente

Vencidas as duas denúncias na Câmara Federal, o presidente Michel Temer determinou aos ministros que façam um levantamento "minucioso" dos programas e ações para tentar passar a impressão de que o governo não ficou paralisado.

Mistério

Na última sexta, um sedã de luxo, que não era da Infraero, entrou no pátio e foi até a porta do Boeing do voo 2061 da Gol buscar uma passageira.

Comentários