GAROTINHO MIRA GOVERNO

Por O Dia

Anthony Garotinho (PR) tentará, mais uma vez, voltar ao Palácio Guanabara. Em reunião do partido na quinta-feira, vai se inscrever como pré-candidato ao governo estadual. Procurado pelo Informe, disse não acreditar que a prisão domiciliar a que foi submetido no mês passado possa prejudicar sua eventual campanha.

"Não vai atrapalhar em nada. Muito pelo contrário. Ficou claro para todos que essa Operação Chequinho pode ser definida em duas palavras: perseguição e vingança. Não entra na cabeça de ninguém que uma pessoa possa ser proibida de falar", disse o ex-governador.

Tour

Presidente do PR-RJ, Garotinho começará a rodar o estado para montar a nominata de candidatos a deputado estadual e federal. Aproveitará a visita às cidades para mostrar o que chama de "plano de recuperação do Rio de Janeiro" uma programa com 40 pontos centrais.

Candidatos do Psol

Lembra do professor da rede estadual que foi denunciado por Flávio Bolsonaro (PSC) ao Ministério Público por ter uma folha de maconha tatuada no antebraço? Alvo de apoio e de críticas, Pedro Mara surfa na marola. Deve ser candidato a deputado estadual pelo Psol. Junta-se à liderança indígena Sônia Guadajajara, que será candidata a deputada federal após subir no palco do Rock in Rio e discursar pela demarcação de terras na Amazônia.

Imagem

Em meio ao abalo na Lava Jato, a construtora Odebrecht, uma das maiores do país, tenta recuperar a imagem. Tem investido em anúncios e campanhas publicitárias. Aqui no Rio, o enfoque está em obras e empreendimentos na Região Portuária.

Paz ao menos por ora

O princípio de guerra entre a Câmara Municipal e o prefeito Marcelo Crivella (PRB) foi debelado com o cumprimento das nomeações prometidas durante a votação do reajuste do IPTU.

Enfim, o prêmio

Ano passado, a Câmara dos Deputados decidiu condecorar a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, com o Prêmio Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós. Mas, por incompatibilidade de agenda, a ministra acabou só recebendo o diploma esta semana, durante reunião com a deputada Laura Carneiro (PMDB).

Aliás

Tremendo papelão a ministra, de tão boa reputação, dizer que "seria muito difícil dormir" se nós, brasileiros, soubéssemos o que ela sabe. Conte-nos tudo, ora bolas.

Comentários