O SANGUE DE MICHEL TEMER

Por O Dia

Inicialmente prevista para começar às 9h, a votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer não deve ser concretizada hoje. A oposição, que não tem votos suficientes para autorizar a investigação, esvaziará a sessão. A intenção é fazer Temer sangrar por mais tempo e, com isso, torcer para que algum fato novo possa inflamar as ruas.

É improvável que o governo consiga o quórum de 342 deputados para votar a denúncia. A maior parte das emendas (leia-se verba) que poderiam mobilizar o Parlamento já foi usada pelo Planalto para livrar Temer da primeira denúncia apresentada por Janot. O mesmo para a distribuição de cargos.

Olhar de dentro

"Há um movimento forte até mesmo do 'centrão' para não dar quórum amanhã (hoje). As motivações, eu não sei", diz o deputado federal Celso Pansera, do mesmo PMDB de Temer.

Fora todos no Municipal

Durante a comemoração dos 80 anos do Iphan, ontem, no Theatro Municipal, houve grito de "Fora, Temer", "Fora, Pezão" e "Fora, Crivella". O coro foi entoado também do lado de fora do prédio.

Antecipando explicações

A convite de Marcelo Crivella (PRB), os conselheiros do Tribunal de Contas do Município almoçaram ontem com o prefeito no Palácio da Cidade, em Botafogo. Crivella falou sobre falta de dinheiro, falta de dinheiro e... falta de dinheiro. Demonstrou preocupação em como fechará o caixa deste ano. Cabe ao TCM julgar as contas da prefeitura.

Aliás

O conselheiro José de Moraes alegou ter outro compromisso e, mais uma vez, faltou a encontro com Crivella. Não raro, Moraes alfineta o prefeito nas sessões plenárias do TCM.

Falência das UPPs

Favela mais cara para se morar no Rio, o Vidigal tem sofrido com tiroteios diários. A facção Comando Vermelho já tomou conta de pontos estratégicos do morro. A violência tem afugentado moradores de classe média que haviam optado pelo Vidigal por, entre outros fatores, a localização entre São Conrado e Leblon, a vista para o mar e a ampla programação cultural.

Há crise, mas...

A RioTur contratou, por R$ 14,8 milhões, a Mktplus Comunicação LTDA a licitação foi homologada no Diário Oficial de ontem. A prefeitura diz que o contrato com a agência de eventos vai durar 12 meses. E que, comparado ao celebrado na gestão anterior, houve "redução substancial" no valor. Alega que, sem agência de eventos, não consegue "executar apoio" ao Carnaval de Rua e ao Réveillon.

Publicado aqui ontem

Sabe o arresto de R$ 63 milhões nas contas do estado determinado pela Justiça para pagar o 13º salário de servidores da Uerj? A Procuradoria-Geral do Estado apresentou recurso (embargos de declaração) ontem ao desembargador que cuida do caso. Deve ter uma resposta favorável ainda hoje. E, com isso, reaver os R$ 4 milhões que estão bloqueados e não perder os outros R$ 59 milhões.

Rearranjo pós-IPTU

Ex-presidente da Comlurb, Gustavo Puppi almoçou anteontem com o deputado estadual Carlos Osorio (PSDB) no restaurante Alentejano, no Centro. A orelha de Crivella deve ter pego fogo. Ambos perderam espaço no governo após a reestruturação.

Comentários