ALEGAÇÕES DA PGE

Por O Dia

Em sua decisão, o presidente do TRT 1 considerou todos os argumentos usados pela PGE. A ação havia sido proposta pelo Sinstsama (sindicato de funcionários da Cedae) e a liminar da 57ª Vara dizia que o estado violou a Constituição Estadual, por não ter ofertado a privatização da Cedae a uma cooperativa de empregados da estatal. Já a procuradoria alegou a inexistência da cooperativa e falta de legitimidade do sindicato para a causa.

Comentários