R$ 600 MILHÕES

Por O Dia

Luiz Paulo questionou o método de cálculo e disse que o trabalho da comissão será pleitear uma forma de recuperar os R$ 600 milhões que o estado, a princípio, não vai mais receber. "O governo estadual mais uma vez se rendeu ao Tesouro Nacional", criticou. Ele acrescentou que, antes do edital de licitação sair, o estado abriu crédito de R$ 3,5 bilhões para todas as secretarias.

Comentários