Números atestam a força da TV aberta

Por O Dia

O institucional da Globo, exibido no 'Fantástico', domingo, destacando sua capacidade de alcançar 100 milhões de pessoas/dia, bem ao encontro de informação recentemente colocada por aqui, acaba por ser um número que permite mais de uma simples leitura. Fato, claro, a ser reconhecido e comemorado, mas que outra vez serve para demonstrar e ratificar o enorme significado da TV aberta na vida dos brasileiros. Se aos resultados da Globo se juntarem o das outras grandes redes, além do que já é expressivo ou incontestável, se colocará ainda mais por terra qualquer tentativa de questionar este poderio.

Nada é tão repercutido nas mídias sociais do que a própria televisão e o que ela tem no ar em seus mais diversos horários. Entre tantos, a divulgação das enormes façanhas de todos os tempos da nossa vida política ou, num apelo para o extraordinário, aquilo que 'A Força do Querer' alcançou durante toda a sua exibição ou mais especialmente em seus últimos capítulos.

Aliás, que mal pergunte, por se tratar de uma dúvida que ficou: será que o ministro do STF, Alexandre de Moraes, ao criticar o que considerou "glamorização do tráfico" foi um telespectador da novela?

Comentários

Últimas de Diversão