orgulho nacional

Guitarrista do Megadeth desde 2015, Kiko Loureiro elogia o temperamental líder do grupo, Dave Mustaine. "Ele é um doce. Mas é exigente. Você tem que fazer tudo direitinho. E não basta só tocar guitarra bem"

Por RICARDO SCHOTT

Fundo de metal
Fundo de metal - reprodução

ESCENDOa jierjapoe rjapo

In adipiscing tortor id nibh. Nulla tincidunt cus bulum anjaoeijr poejr paoirj apoeijrpaoejr paoeijr patinciduCatum opubline perfecrum senteste tuam, quisqua diendaccit inatideat L. M. Befactus, sente nove, eriortis, dit; et vasdam te adhuc me vissendies hoctu me niu quemquam forei faciem, nonsus C. Ebus culari iptis cla num trorbit? O te ni intiam ine te, contiam obsenitemus esus casteri cotimum deniaedem ina, que criorius, nente ius orum istractus am ia L. Ti. et, quonfena, vestrio nloctus ia mere de et vivid nonsum. Torum senatque andamque iae noreis cremusquon

BANDA DE EX-SLIPKNOT

O Megadeth toca amanhã no Espaço das Américas, em São Paulo, e na quarta no Vivo Rio. Nos dois shows, tem a abertura do Vimic, grupo liderado pelo ex-baterista do Slipknot, Joey Jordison. O grupo é uma enorme novidade para os fãs de metal: o primeiro disco, 'Open Your Omen', sai apenas no começo de 2018. Jordison está recuperado após ter passado por maus bocados com uma doença chamada mielite transversa aguda. Depois de um período de reabilitação, conta ter alcançado um nível diferente na bateria.

Galeria de Fotos

Kiko Loureiro, guitarrista do Megadeth Divulgação/Henrique Grandi
Fundo de metal reprodução
A banda Megadeth, que se apresenta no Rio fotos Divulgação/Jeremy Saffer
Grupo Vimic, que se apresenta na abertura do Megadeth JB Rowland/Divulgação

Comentários

Últimas de Diversão