DOIS DEDOS DE PROSA

Por O Dia

wagner victer, Secretário Estadual de Educação

O senhor já esteve à frente de vários cargos e hoje está na Secretaria de Educação. Fale sobre esse momento atual.

É um grande desafio. É a maior pasta do governo do estado. Possivelmente, é a maior pasta de qualquer ordem, com quase 84 mil servidores ativos. Nós herdamos com uma série de problemas, com escolas fechadas. Hoje, toda a rede está operando, os professores estão em dia no calendário escolar.

Os salários estão em dia?

Sim, estão em dia. Todos os funcionários ativos da secretaria de Educação, inclusive com o 13º do ano passado pago. Os aposentados não são de responsabilidade da secretaria, e sim do Rio Previdência.

Sempre se disse que o investir em educação tiraria o país do declínio econômico. O senhor acredita que acontecerá um dia?

Está acontecendo. Um bom exemplo é que no ano passado a Secretaria cumpriu a obrigação constitucional. Outros órgãos não cumpriram. Mas 25% da arrecadação do estado foram aplicados na educação. Isso é um investimento. Quer dizer que é suficiente? Não. Há necessidade de avanços.

Mas são escolas de excelência, como aquelas que temos pelo mundo afora?

Olha, existem escolas privadas top e também as ruins. E também existem escolas públicas top e também escolas públicas ruins. Temos escolas no estado onde a relação candidato/vaga é de 100. São diversas escolas nessa condição. Muitas delas premiadas. Aquele que tem uma visão preconceituosa está equivocado. O melhor exemplo é que meu filho estuda numa escola pública.

Conte uma novidade.

Nós estaremos em breve, com apoio da bancada fluminense, implantando laboratórios de robótica nas escolas públicas. Estou discutindo isso com os deputados para tentarmos, com emenda, colocar esses laboratórios em 500 escolas do estado.

Comentários

Últimas de DMulher