União não cumpre acordo

Por O Dia

A Secretaria de Fazenda informou que a "garantia de R$ 2,9 bilhões foi uma avaliação mais conservadora da Secretaria do Tesouro Nacional". Mas a redução do empréstimo frustrou alguns integrantes do estado e servidores, além de deputados.

Para o presidente da Comissão de Tributação da Alerj, Luiz Paulo (PSDB), o Rio atende às exigências da União, mas não tem o mesmo tratamento que lhe é cobrado. Ele disse que o governo federal é "o primeiro a descumprir o acordo (de recuperação fiscal)".

"Nos termos de negociação estão previstos empréstimos, entre eles o de R$ 3,5 bi. Esse acordo foi publicado no DO do estado", disse ele, que acrescentou: "E a avaliação da Cedae ainda não foi concluída. Se o próprio Tesouro não cumpre o que colocou no acordo, e sempre em detrimento do estado, é preocupante", afirmou.

Comentários

Últimas de Economia