Queda de juros vira novela

Por O Dia

A taxa de juros do teto do consignado, que deveria ter caído de 2,14% para 2,08% ao mês, conforme resolução do Conselho Nacional de Previdência (CNP), continua sem previsão para entrar em vigor. Procurada ontem mais uma vez pelo DIA, a Secretaria de Previdência Social voltou a informar que que a resolução está na Procuradoria-Geral da Fazenda (PGF) para análise e que não tem - ainda - uma data prevista para publicação.

O Conselho de Previdência também reduziu os juros de operações com cartão de crédito, de 3,06% para 3% ao mês. O colegiado aprovou ainda baixar o limite de contratação no cartão, de duas vezes para 1,4 vez o valor do benefício mensal do aposentado que fizer uso. Isso permitirá que a liquidação do empréstimo se dê em até 72 meses.

Comentários

Últimas de Economia