ONU PREOCUPADA COM ESCRAVIDÃO

Por O Dia

A modificação das regras de inibir o trabalho escravo no país continua repercutindo negativamente. Ontem, foi a vez da ONU divulgar nota preocupada com a portaria que alterou diretrizes da fiscalização. A ONU afirmou que a medida "tende a dificultar as ações de combate" ao crime. Pressionado, o presidente da República, Michel Temer, admitiu ontem que deve fazer ajustes na portaria e acatar sugestões feitas pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Temer citou como uma das possíveis alterações é estabelecer delegacia na PF de combate a crimes do trabalho escravo.

Comentários

Últimas de Economia