01 de janeiro de 1970
  • WhatsApp (21) 98762-8248

TRABALHO FORA DO PAÍS

Portal aponta que 720 mil brasileiros procuraram oportunidades no Exterior no primeiro semestre. Estados Unidos, Canadá e Portugal são os destinos preferidos

Por O Dia

Em julho deste ano, o engenheiro de software Leonardo de Oliveira foi demitido do TSE, onde trabalhava desde 2001. Aos 41 anos, voltou as atenções ao mercado de trabalho e percebeu que a melhor opção não estava no país. Ele é casado com a professora de Inglês Eliane Neves Barreto, 38, que também não via perspectivas de crescimento no Brasil. Em apenas dois meses, o casal vendeu tudo que tinha e se mudou em definitivo para Toronto, no Canadá, em busca de um recomeço profissional.

Um enredo, aliás, mais comum do que se imagina. Levantamento feito no primeiro semestre deste ano pelo Indeed, ferramenta online de buscas de emprego, constatou que um em cada 50 candidatos corre atrás de oportunidades fora do país. É o equivalente a 720 mil trabalhadores num universo de 36 milhões de usuários do site, entre janeiro e junho. Para o casal citado no começo da reportagem, a explicação passa pela crise econômica no país. "Faltava algo no meu currículo, que era uma experiência profissional no Exterior. Com a minha demissão e a situação atual do país, resolvi arriscar", diz Leonardo. "No Brasil, as oportunidades de crescimento profissional não eram favoráveis", aponta Eliane.

A escolha pelo Canadá também cresce entre as opções analisadas pelos brasileiros que buscam emprego no Exterior. A isenção de visto para brasileiros anunciada pelo governo canadense em maio teve um reflexo imediato no aumento da procura. Ainda de acordo com a pesquisa do portal, Estados Unidos, Canadá e Portugal, nessa ordem, correspondem a 60% das buscas no Exterior. De acordo com dados coletados pela Receita Federal, foram entregues 55.402 declarações de saída definitiva do país entre 2014 e 2016 aumento 81,6% em comparação com os três anos anteriores. João Olivério, country manager do Indeed no Brasil, acredita que a busca por oportunidades de trabalho em outros países pode ser atribuída a uma procura por um plano de carreira estruturado. "É preciso entender o que os profissionais esperam das empresas. As pessoas buscam equilíbrio entre sucesso e qualidade de vida".