Dirigente: Flu tem receita de pequeno

Áudio de conversa de vice de futebol tricolor em rede social vaza e expõe a profunda crise financeira que assola as Laranjeiras

Por O Dia

Se não bastasse a situação delicada em campo, com a proximidade da zona de rebaixamento do Brasileiro, o Fluminense ainda vive um drama financeiro revelado por um integrante da própria diretoria. Em um áudio vazado de um grupo de Whatsapp, o vice de futebol, Fernando Veiga, dá satisfação a torcedores e relata que o atual orçamento tricolor é de um time pequeno.

"A receita é baixíssima e a despesa é enorme. Foi feito estudo de auditoria, da Ernst & Young, e os caras querendo que cortemos custo do futebol de uma maneira... Não posso falar a porcentagem. Hoje temos receita de time pequeno, de Atlético Goianiense. Somos um clube enorme, mas com receita de time pequeno. Como a gente contrata e reforça?", desabafou.

Nos mais de dez minutos de áudio, Veiga disse que o Fluminense não tem dinheiro nem mesmo para pagar um salário de R$ 20 mil e que procurou zagueiros e volantes no mês passado, mas que todos pediram salário de R$ 200 mil e R$ 300 mil, apesar de "serem medianos", o que inviabilizou as negociações.

Além disso, o dirigente afirma que o time titular do Fluminense "é bom, mas não tem elenco bom" e usou o Botafogo como exemplo, já que tem jogadores medianos que deram certo. "Tiveram um técnico que azeitou o time. O trabalho do Jair Ventura é impressionante", elogiou.

Ainda assim, Veiga reafirma sua confiança em Abel Braga e lamentou as muitas lesões na temporada.

O dirigente ainda afirmou que a diretoria atual encontrou o clube "num caos total". Apesar de elogiar os três primeiros anos do ex-presidente Peter Siemsen, ele criticou muito o segundo mandato, principalmente o último ano. Veiga reclamou das muitas contratações em 2016, consideradas de "caráter técnico duvidoso e muito ruins financeiramente", com jogadores caros e com contrato longo.

Galeria de Fotos

Abel Braga conversa com os jogadores do Fluminense LUCAS MERÇON / FLUMINENSE
Vice de futebol Fernando Veiga (E) conversa com o presidente Pedro Abad e o gerente Marcelo Teixeira NELSON PEREZ/FLUMINENSE FC

Comentários

Últimas de Esporte