POUCO A DIZER, MUITO A FAZER

Por O Dia

O capitão Réver seguiu a linha de Reinaldo Rueda. Assim como o treinador colombiano, o zagueiro pregou poucas palavras e muito trabalho para que a crise seja superada. Pela segunda vez no ano, o Flamengo tenta juntar os cacos. A primeira foi depois da eliminação da Libertadores. O fracasso perseguiu Zé Ricardo, demitido três meses depois.

"Não pode achar que está tudo errado, até porque a gente vem sofrendo com algumas situações, nós temos dominado as partidas e infelizmente não estamos conseguindo fazer os gols. Acredito que esse vem sendo o fator principal para que a gente não esteja vencendo os jogos. Temos que trabalhar mais durante a semana e pensar no próximo jogo", afirmou Réver, após desembarcar no Galeão.

Comentários

Últimas de Esporte