Corte de Diego e um abraço para Muralha

Por O Dia

A Seleção teve uma baixa para os jogos contra Bolívia e Chile. Diego, com lesão muscular na coxa esquerda, foi cortado ontem, após chegar à Granja Comary. Ele reclamava de dores musculares, um dia após a derrota do Flamengo para a Ponte Preta, pelo Brasileiro, e um exame detectou a lesão. O técnico Tite não convocará um substituto.

"Conversei com o Diego e falei que se sinta em paz. Vive momento difícil na equipe, foi para Campinas e deu o máximo. Isso é conduta, caráter e grandeza. Isso transcende futebol. Que ele se sinta orgulhoso apesar da frustração", disse.

Tite pediu a Diego para enviar um abraço a Muralha. "Ele tem meu respaldo e respeito profissional. Eu não faria decisões por pênaltis. É injusto com cobradores e goleiros", frisou Tite, que vai escalar Ederson na vaga de Alisson contra o Chile.

Comentários

Últimas de Esporte