De solução a problema no Flu

Afastado por Abel Braga, Wendel pode frustrar chance de o clube melhorar o caixa

Por O Dia

Wendel se tornou um problema de campo e também financeiro. Nome quase certo para ser vendido até o fim do ano, o volante que esteve praticamente fechado com o Paris Saint-Germain por 10 milhões de euros (R$ 37 milhões) corre o risco de se desvalorizar por causa das atuações ruins e do comportamento, ou até mesmo deixar de ser opção no mercado, algo que atrapalharia os planos do Fluminense de diminuir o rombo no caixa de 2017.

Wendel vem tendo atrasos em sequência e há informações de noitadas com amigos de Caxias. Por isso, Abel Braga tomou a drástica decisão para tentar fazer o jogador voltar a ter os pés no chão. A ascensão meteórica e a negociação frustrada com o PSG são vistas como determinantes para a mudança de postura de Wendel que vem incomodando há algum tempo, mesmo com conselhos dos mais experientes.

"Não foi falta de aviso. Foi uma mudança muito radical de vida. Tem que ter um pouco de maturidade. Temos que resgatá-lo. Não sabemos exatamente o que passa na cabeça do menino", afirmou Henrique Dourado.

E as más atuações facilitaram a barração do jogador, que ainda pode ganhar uma chance amanhã, graças à suspensão de Douglas. Entretanto, não está garantido, até porque a lição não parece completamente aprendida. Mesmo chegando na hora ao treino de quinta-feira, Wendel não foi ao Maracanã acompanhar o jogo, como fazem os atletas não relacionados.

Independentemente do valor de mercado, a diretoria deixará com Abel a decisão de voltar a relacionar Wendel. "Não sou eu que vou falar se ele vai jogar. Se mostrar nos treinos que tem condições de voltar, não vejo motivo para não escalá-lo", disse Alexandre Torres, gerente de futebol.

MARLON FELIZ COM ATUAÇÃO NO CLÁSSICO

Surpresa no Fla-Flu, Marlon ganhou muitos elogios de Abel Braga e saiu com a sensação de dever cumprido. Uma das apostas da diretoria, o lateral precisava de uma atuação convincente e ganhou pontos com o treinador e os torcedores.

"Foi o melhor jogo da minha carreira. Antes de chegar, sempre fui criticado por problemas defensivos, por ser desatento. Marcar um jogador como Berrío, que os números mostram ser o mais rápido do mundo, não é fácil e me comportei bem. A chance veio quando eu não estava bem, mas Abel me deu confiança", analisou Marlon.

Contra o Avaí, o lateral deve ser mantido. Já Orejuela pode voltar ao time. O volante chegou a ter seu nome especulado numa lista de cinco jogadores suspensos da seleção equatoriana por mau comportamento, mas a federação local negou.

Comentários

Últimas de Esporte