Cuca deixa o Palmeiras, que deseja Mano

Técnico e diretoria chegam a acordo sobre demissão depois de empate com o Bahia

Por O Dia

Cuca não é mais técnico do Palmeiras. Em comum acordo com a diretoria alviverde, ele abriu mão de seu contrato, que ia até dezembro de 2018. Campeão brasileiro pelo clube em 2016, Cuca ficou apenas cinco meses no cargo. O mais cotado para assumir é Mano Menezes, atualmente no Cruzeiro. Com vínculo até o fim do ano com o clube mineiro, ele ainda não abriu conversas para uma possível renovação.

O motivo oficial da saída de Cuca não foi revelado, mas pessoas ligadas à diretoria disseram que havia um problema de relacionamento do treinador com alguns jogadores o mais notório deles foi com o volante Felipe Melo, que chegou a ser afastado do grupo. O empate em 2 a 2 com o Bahia, na noite de quinta-feira, manteve o time na quinta colocação do Campeonato Brasileiro, dentro da zona de classificação para a Libertadores. Quem assume o cargo interinamente é o auxiliar Alberto Valentim.

"Tentei ao máximo ajudar a equipe de todas as formas. Sempre dando o máximo. Infelizmente, mesmo esse máximo não foi capaz de fazer o Palmeiras ter êxito na Copa do Brasil nem na Libertadores, que era o sonho de todos. Infelizmente, ficou. Futebol é assim", disse Cuca.

É a segunda vez que o Palmeiras demite um técnico neste ano. Em maio, quem deixou o comando da equipe foi Eduardo Baptista.

Comentários

Últimas de Esporte