Uma 'decisão' rumo ao G-4

Vitória hoje sobre o São Paulo pode dar tranquilidade ao Fla no projeto Libertadores

Por Vitor Machado

A meta de vencer todas as partidas quem restam no Campeonato Brasileiro é ambiciosa. Mas se o Flamengo olhar rodada a rodada, vê no jogo de hoje, contra o São Paulo, às 17h, no Pacaembu, a oportunidade de dar um passo largo rumo ao G-4, que garante vaga na fase de grupos da Libertadores de 2018. O técnico Reinado Rueda, porém, não poderá contar com Guerrero, com desgaste muscular. Já Diego, que na sexta-feira passada havia feito um tratamento específico por causa de um problema na panturrilha esquerda, tem escalação garantida.

Os rubro-negros estão em sexto, com 46 pontos. Se vencer, podem passar o Cruzeiro, quinto, com 47, que enfrenta hoje o arquirrival Atlético-MG. Além disso, Palmeiras e Santos têm 50 pontos. Se superar o Tricolor Paulista, o Flamengo tem a chance de encostar nos dois concorrentes. O primeiro pega o Grêmio, vice-líder, em Porto Alegre. Já o Peixe tem vida mais tranquila joga em casa contra o lanterna Atlético-GO.

Há três jogos sem perder empate em 1 a 1 com o Flu e vitórias por 1 a 0 e 4 a 1 sobre Chapecoense e Bahia, respectivamente , o Flamengo começa a retomar o rumo no Brasileiro. O trauma da perda da Copa do Brasil, se não foi superado, pelo menos parece pesar menos sobre as costas dos jogadores.

No primeiro turno, Guerrero e Diego garantiram a vitória por 2 a 0. Agora, porém, a situação é outra, segundo o zagueiro Juan: "Muda porque eles jogam em casa. Com o apoio da torcida, ficam com mais confiança. Os jogos do segundo turno são mais estudados. A gente tem que fazer um jogo inteligente. Temos que conseguir neutralizar o ponto forte deles, que é o ataque."

Comentários

Últimas de Esporte