De volta à crista da onda

Gabriel Medina fatura a etapa de Portugal e está no páreo para brigar pelo bi mundial nas águas de Pipeline, no Havaí

Por O Dia

Gabriel Medina
Gabriel Medina - WSL / DAMIEN POULLENOT

Gabriel Medina está mais vivo do que nunca na disputa pelo título mundial de surfe. O brasileiro conquistou ontem a etapa de Peniche (Portugal) do Circuito Mundial (WSL) e assumiu a segunda colocação do ranking, atrás apenas do havaiano John John Florence, atual campeão do mundo. Além deles, apenas o sul-africano Jordy Smith e o australiano Julian Wilson têm chances de levantar o troféu. A última e decisiva etapa será em Pipeline, no Havaí, entre os dias 8 e 20 de dezembro.

Medina, que ao fim da etapa de Trestles (EUA), em setembro, estava em oitavo lugar do ranking, mostrou poder de reação ao faturar as disputas em Hossegor (França) e, agora, em Peniche. Na decisão, ele bateu Julian Wilson por 13,26 a 10,94. A vitória só veio no minuto final da bateria, quando o brasileiro conseguiu uma nota 6,93 em sua última onda. "É bom ganhar outro evento este ano. A final foi bem complicada, é sempre difícil surfar contra o Julian. Ele já me venceu algumas vezes, mas é isso, sempre bom ganhar e continuar na corrida pelo título. Tudo se pagou. Eu vim treinando e focando em mim", disse Medina que, para levantar o caneco, terá de mostrar mais uma vez seu talento, que o levou ao título mundial em 2014. Para isso, ele precisa conquistar a etapa de Pipeline e torcer para que John John fique, no máximo, em terceiro. Se ficar em segundo, o brasileiro terá de torcer para que o havaiano seja eliminado até a quinta rodada e que o campeão não seja Jordy Smith.

O paulista ainda pode ficar com o título mesmo que caia nas quartas ou nas semifinais, mas as chances diminuiriam consideravelmente. Florence não poderia passar da terceira rodada, Smith teria que ser eliminado antes da final e o vencedor da etapa não poderia ser Julian Wilson.

Somente um brasileiro venceu o Pipe Masters na história: Adriano de Souza, o Mineirinho, em 2015, que conquistou o título mundial ao bater o próprio Medina na decisão.

Galeria de Fotos

Gabriel Medina fotos WSL / DAMIEN POULLENOT
Gabriel Medina WSL / DAMIEN POULLENOT
Gabriel Medina WSL / DAMIEN POULLENOT

Comentários

Últimas de Esporte