No coração dos Jogos

Velódromo, dentro do Parque Olímpico da Rio-2016, será a sede do E-Museu Nacional do Esporte a partir do ano que vem

Por O Dia

Maria Lenk psd
Maria Lenk psd - Arquivo o dia

Coração dos Jogos Rio-2016, o Parque Olímpico ganhará uma nova atração para cariocas e turistas: o E-Museu Nacional do Esporte, previsto para ser aberto à visitação do público no primeiro semestre de 2018. Funcionará dentro do velódromo, numa área de 800 metros quadrados cedida pela Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO), uma das parceiras do projeto.

"Queremos reunir em um só lugar o acervo já existente do esporte brasileiro para registrar a memória dos heróis e heroínas nacionais e preservar o legado dos megaeventos esportivos realizados no Brasil", destaca Bianca Gama, uma das idealizadoras do projeto, ao lado de Lamartine da Costa, curador do acervo da nadadora Maria Lenk, a primeira mulher sul-americana a competir em uma Olimpíada, em Los Angeles-1932.

Bianca classifica o empreendimento como o "museu dos museus". "A gente transcende os muros do Parque Olímpico", destaca.

As exposições permanentes reúnem parceiros estratégicos, como Roberto Gesta de Melo, um dos maiores colecionadores de relíquias de Olimpíadas e seu Instituto Galeria Olímpica, sediado em Manaus. Ícones do atletismo brasileiro, como Adhemar Ferreira da Silva, bicampeão olímpico do salto triplo, e João do Pulo, ex-recordista mundial da mesma prova, deverão ser retratados.

Outros parceiros são as Forças Armadas mostrando o desporto militar com Marinha, Aeronáutica e Exército juntos , o Museu Cidade Olímpica e o Observatório do Esporte Paralímpico, que estará presente com materiais e documentários sobre os atletas nacionais paralímpicos.

Uma ideia é buscar também acervos de esportes em que o Brasil foi medalhista. "Poderíamos chamar esses atletas e homenageá-los de alguma forma", afirma Paulo Márcio Dias Mello, presidente da AGLO.

O museu será montado na área do velódromo onde atualmente funcionam a AGLO e a representação no Rio do Ministério do Esporte. O objetivo do projeto é que os visitantes encerrem o tour pelo museu conhecendo a pista do velódromo, que foi palco dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio, no ano passado.

O projeto promete ter como uma das atrações a parte tecnológica. Tanto que os idealizadores têm solicitado em conversa com fornecedores, parceiros, acervistas e patrocinadores que tenham uma "pegada tecnológica".

O lado social também é destacado, com a expectativa de parcerias com escolas públicas e privadas e a implantação de projetos sociais de forma contínua. Além da tecnologia e do social, os idealizadores apontam mais dois pilares para o projeto: a inovação e a sustentabilidade.

Galeria de Fotos

Velódromo do Rio Divulgação e Arquivo O Dia
SPORT X PONTE PRETA - COPA SULAMERICANA 2017 Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife
Eleito o técnico revelação do Brasileiro de 2016, Jair repete o bom trabalho Satiro Sodré /SSPress/Botafogo
26/09/2013 - ATAQUE - ESPECIAL - Entrevista com o ex-jogador Leandro Peixe Frito, ídolo do Flamengo, campeão Mundial em 1981 pelo clube, em sua casa na cidade de Cabo Frio. Na foto, fotos antigas, do tempo de jogador. Foto de Carlos Moraes / Agência O Dia ESPORTE / FUTEBOL / ÍDOLO / TIME Reprodução

Comentários

Últimas de Esporte