Semana pode indicar dias de alívio ou pressão

Sem conseguir se distanciar da zona da degola, Tricolor vai encarar duas pedreiras

Por O Dia

Cavalieri adverte que o time tem que saber lidar com jogos decisivos
Cavalieri adverte que o time tem que saber lidar com jogos decisivos - NELSON PEREZ/FLUMINENSE

A quatro pontos da zona de rebaixamento, o Fluminense tem uma semana que pode representar alívio ou pressão total, dependendo dos resultados dos dois clássicos que fará até sábado. Antes de voltar a se preocupar com o Brasileiro (as chances de queda são de 11%, segundo o site 'Infobola'), o Tricolor tem a necessidade de passar pela Copa Sul-Americana para tentar acalmar a torcida, que perdeu a paciência com o time no empate diante do Bahia.

Depois do Flamengo, amanhã, a partida contra o Botafogo no Engenhão também será decisiva para o time de Abel Braga se manter afastado da zona da degola e não correr o risco de voltar a ficar a apenas um ponto do perigo. Por isso, o Fluminense se vê pressionado com o atual momento e considera a classificação à semifinal da Copa Sul-Americana como um gás a mais para a reta final do Brasileiro.

"Avançar de fase nos traz alegria e para o torcedor também. Assim como aconteceu com a classificação no Equador (na fase anterior, diante da LDU). É saber trabalhar este momento. A pressão vem aumentando e passar em um jogo desse porte traz alívio. É um mês de decisão", analisou Diego Cavalieri.

NOVO DESFALQUE

Robinho sofreu uma fissura do quinto metatarso do pé direito e, segundo o departamento médico tricolor, vai ficar parado por tempo indeterminado, mas não precisará de cirurgia neste primeiro momento de recuperação.

Comentários

Últimas de Esporte