E a culpa é da gambiarra

Por O Dia

Legisladores republicanos admitiram ontem estar dispostos a discutir proibição ao mecanismo que transforma fuzis em armas automáticas, uma peça de venda livre que permitiu ao atirador de Las Vegas matar no domingo passado 58 pessoas e ferir mais de 500.

"Obviamente é algo que devemos analisar", disse ontem o presidente da Câmara dos Representantes, Paul Ryan, em alusão à venda livre do dispositivo que multiplica a capacidade de disparo de armas longas e permite efetuar centenas de tiros por minuto.

O 'bump stock' substitui a culatra e a extensão de apoio de um fuzil e utiliza o recuo provocado por cada disparo para acionar o gatilho, fazendo com que a arma se torne automática, disparando rajadas. Estas peças são compradas livremente nos Estados Unidos, inclusive em lojas on-line, por menos de cem dólares.

O próprio Ryan admitiu que não fazia ideia do que eram os 'bump stocks' e para que serviam até conhecer os detalhes do massacre de Las Vegas.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee, disse que a Presidência estava "aberta" a discutir o aspecto, mas ressaltou que a prioridade do presidente Donald Trump, que foge do assunto, era "unir o país" e não liderar o debate.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência