EUA dão guinada em acordo do Irã

Por O Dia

O presidente Donald Trump lançou nova estratégia com o Irã, a quem qualificou de "o principal patrocinador do terrorismo do mundo", e advertiu que pode abandonar o acordo nuclear internacional alcançado em 2015 a qualquer momento. Embora não tenha deixado o acordo, a guinada pode abrir um período de incertezas ao não seguir o posicionamento da Agência Internacional de Energia Atômica, que até agora confirmou que Teerã cumpre com seus compromissos.

A comunidade internacional fervilhou depois do anúncio de Trump. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyhu, comemorou a "valente decisão do presidente americano". A Arábia Saudita se manifestou na mesma linha, celebrando a "estratégia firme" dos Estados Unidos. França, Alemanha e Reino Unido emitiram comunicado no qual se declararam "comprometidos" com o acordo nuclear. A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, também garantiu que Trump não tem o poder de acabar com ele. A Rússia denunciou a estratégia do presidente americano e considerou que o pacto continua intacto. A ONU, manifestou a esperança de que o acordo sobreviva.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência