Crea nele!

Por O Dia

Não bastasse a má reputação na praça, o governo Temer conseguiu a ira de uma das classes mais poderosas e unidas, a dos engenheiros. O presidente da Federação Nacional dos Engenheiros, Carlos Bastos Abraham, classifica como "descabida" a intenção de alterar a regulamentação e abrir o mercado para profissionais estrangeiros. Nos últimos dois anos, de acordo com levantamento do Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada - Infraestrutura (Sinicon), foram fechados mais de 800 mil postos de trabalho na construção geral. Este é um dos setores que mais empregam no país.

Comentários

Últimas de Opinião