PRF apreende mais de 2 mil balas de fuzis e pistola

Munição que vinha para o Rio foi encontrada com mulheres em ônibus no Paraná

Por O Dia

A Polícia Rodoviária federal apreendeu ontem 2.150 peças de munição de fuzis e de pistolas que vinham para o Rio de Janeiro. A apreensão ocorreu em Santa Terezinha de Itaipu, na região oeste do Paraná.

A munição era transportada por três passageiras de um ônibus abordado na BR-277, em frente à unidade operacional da PRF. Uma das três mulheres, com idades entre 21 e 27 anos, era moradora da Favela do Jacarezinho, na Zona Norte, o que fez os agentes suspeitarem que o carregamento vinha para a comunidade carioca. O veículo fazia a linha entre Foz do Iguaçu (Paraná) e Rio de Janeiro.

Aos policiais rodoviários federais, a presa disse que faria uma entrega para uma pessoa que estaria na Rodoviária Novo Rio, mas não sabia dizer quem era. Além da moradora do Jacarezinho, outra presa disse ser residente de São Gonçalo. Segundo a PRF, as presas disseram ter adquirido a munição no Paraguai.

Os projéteis estavam colados ao corpo das passageiras, com o uso de cintas elásticas. Do total, 900 balas são de fuzil calibre 556. As demais 1.250 unidades são de calibre 9 milímetros. A equipe da PRF encaminhou as presas e a munição para a Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu

QUEIXA DO ESTADO

O tráfico de armas de guerra e de munição para o Estado do Rio é uma das principais queixas do governo estadual para as forças federais que têm a atribuição de combater esse crime. Em maio deste ano, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) prenderam um homem que transportava em um carro cerca de 15 mil peças de munição de pistola, que seriam entregues em Realengo, na Zona Oeste do Rio.

O material estava escondido dentro do tanque do combustível do veículo, que foi interceptado na Via Dutra, em Piraí. Os policiais rodoviários federais faziam fiscalização quando pararam o Renault Logan, com placa do Rio de Janeiro. O motorista, de 36 anos, se apresentou como empresário e afirmou que estava vindo de São Paulo. Entretanto, ele demonstrou nervosismo e os agentes desconfiaram que estivesse mentindo.

Galeria de Fotos

No terceiro dia sem as Forças Armadas na Rocinha, a PM realizou operação na comunidade e houve tiroteio DIVULGAÇÃO PM
A carga tinha 2.150 munições prf/ Divulgação
3 mulheres foram presas no Paraná com munição que vinha para o Rio Divulgação

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro