União da Ilha escolhe samba

São Clemente e Grande Rio também já definiram. Vila e Mangueira decidem sábado

Por O Dia

Três das 13 escolas do Grupo Especial já definiram os sambas-enredo do Carnaval 2018. A União da Ilha escolheu sua composição na madrugada de sábado para domingo. A agremiação homenageará a diversidade culinária do Brasil. O presidente Ney Filardi está confiante de que o samba atingirá a nota máxima. "Vamos gabaritar. A melodia é maravilhosa e se encaixa perfeitamente no timbre de voz do nosso intérprete. A nossa bateria está afiada no andamento".

Segundo Filardi, a decisão foi quase unânime. "Foi, de longe, o samba que mais agradou. É claro que sempre tem alguém que discorda, mas não teve briga". Já a Grande Rio, havia escolhido o seu samba no dia 2 de setembro, com direito a coroação da nova rainha, Juliana Paes. A composição usa trechos de grandes sucessos da MPB para contar a história de Chacrinha, o homenageado da agremiação. Presidente da ala de compositores da escola há 10 anos e um dos autores da canção, Licinho Júnior soma quatro músicas pela Grande Rio.

"Pegamos grandes artistas, como Raul Seixas e Gilberto Gil. Músicos que fizeram sucesso no programa do Chacrinha e tiveram suas carreiras alavancadas". Licinho também compôs duas vezes para a Inocentes de Belford Roxo, mas ressalta seu carinho pela escola de Caxias. "Foi lá que eu nasci e me criei. Estou honrado de ter um samba meu mais uma vez na Sapucaí", completou. A São Clemente também escolheu seu hino no mês passado. Com enredo 'Academicamente popular', a parceria de Ricardo Góes foi campeã.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro