Intensificar as rondas de policiais a pé

Por Paulo Lopes

Para o coronel Lopes, são necessários mais PMs a pé nas ruas da cidade. "Com relação às estratégias para a redução de roubos/furtos de rua e celulares, devem ser alicerçadas na análise as incidências criminais e a consequente alocação de policiamento ostensivo, a pé, por ter maior capilaridade nesses pontos críticos. Esses crimes experimentaram crescimento exponencial porque nos últimos anos a PM, diferentemente do que preconiza a doutrina operacional, somente executa o patrulhamento motorizado.

No tocante aos roubos de autos e coletivos, devem ser prevenidos, mediante a intensificação de operações, a REP 3 (revista) e motivação da tropa para a realização de abordagens permanentes a suspeitos (protocolo em desuso, na atualidade). Além disso, há a necessidade de a Polícia Civil incrementar as investigações e prender os criminosos.

Homicídios e latrocínios, para sua redução, demandam uma persecução penal, que tenha maior efetividade na fase investigativa, no sentido de que se difunda uma sensação de que tais crimes não ficarão impunes, como vem sendo verificado, atualmente, com a eficiente atuação das Delegacias de homicídios".

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro