Delegado fere a mulher e se mata

Por O Dia

O delegado da Polícia Civil Raimundo Gonçalves atirou duas vezes na perna esquerda da própria mulher e cometeu suicídio ontem, em Jacarepaguá, na Zona Oeste. De acordo com relatório da PM, o delegado "teria chegado do plantão transtornado".

Quando os policiais chegaram ao local, acionados por vizinhos que ouviram os disparos, Gonçalves não se entregou e o Batalhão de Operações Especiais foi acionado. O delegado, então, liberou a esposa, identificada como Rafaela Monerat, e a filha, mas não saiu de dentro de casa. A negociação foi assumida pela Coordenadoria de Recursos Especiais, sem sucesso. O delegado teria cometido suicídio com um tiro na cabeça.

Rafaela foi socorrida para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra, e passa bem. Gonçalves estava há três anos na Polícia Civil e trabalhava na delegacia de São João de Meriti. A Delegacia de Homicídios assumiu a investigação.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro