Concurso para Rei Momo de 2018 tem seis finalistas

Candidatos foram escolhidos por uma comissão de nove jurados. Próxima etapa para definir a corte será votação popular no site do DIA

Por GUSTAVO RIBEIRO

Esbanjando simpatia e espírito carnavalesco, os seis finalistas do concurso Rei Momo do Carnaval Carioca 2018 foram eleitos por um renomado júri técnico na Cidade do Samba, na noite desta sexta-feira. O público vai poder escolher seus candidatos favoritos no site do jornal O DIA, na página O Dia na Folia, a partir de 24 de outubro. A votação popular termina no dia 27 e somará pontos para a avaliação dos jurados na grande final.

Entre os finalistas, dois já ostentaram a coroa em outros carnavais: o locutor e cerimonialista Wilson Dias da Costa Neto, 30 anos, e o bancário Milton Rodrigues da Silva Junior, 38. Também seguem na disputa o fisioterapeuta Marcos Luiz da Silva, 42, o microempreendedor Amenon Teixeira Silva, 36, o enfermeiro Danyel Rodrigues da Silva, 31, e o produtor, maquiador e figurinista Luiz Otávio Alves Cabral, 40.

"Esse concurso me ensinou que todos os dias eu devo me renovar, então eu voltei repaginado para buscar o título", disse Wilson Neto, que esteve à frente da corte em 2014, 2015 e 2016. "Ouço uma bateria e fico louco. Minha mãe falava que era uma doença. Parece que corre na veia da gente", brincou Milton Rodrigues. Seu reinado foi por cinco anos seguidos, de 2009 a 2013.

O concurso, realizado pela Riotur, chegou está na sua 50ª edição. O vencedor ganha coroa, faixa, bastão de rei e R$ 30 mil. O vice-rei também recebe faixa e R$ 3.500. Já o terceiro colocado leva para casa troféu de participação. O Rei Momo precisa participar de diversos eventos oficiais representando a cidade durante o período de folia.

"O Rei Momo é o cidadão tirado do povo se transformando em rei. Representa esse povo que ele quer ver sempre sorrindo independente dos problemas do Rio", definiu Marcos Luiz da Silva. "Para mim, ser Rei Momo é alcançar o posto mais alto que tem no Carnaval", resumiu Danyel da Silva.

Para Luiz Otávio, Momo "é quem representa a população, quem está nos coretos, nas praças, que vem trazer felicidade nos dias de folia". "Se eu passar uma energia boa para as pessoas, já está valendo", prometeu Amenon Teixeira, vice-Rei Momo em 2011 e 2017. Dezenove candidatos se apresentaram na semifinal. O júri para a escolha do Rei foi composto por nove pessoas, entre eles a Selminha Sorriso e o coreógrafo Patrick Carvalho.

No voto popular online, cada internauta votará apenas uma vez, com cadastro de CPF, para Rei Momo e Rainha do Carnaval. Os primeiros colocados levam 3 pontos; os segundos, 2 pontos e os terceiros, 1 ponto. A pontuação do público será somada aos votos dos jurados para a escolha da Corte Momesca. As oito finalistas ao posto de Rainha foram escolhidas na semana passada.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro