Ato de heroísmo evita mortes

PMs salvam vítimas em carro em chamas e podem ser promovidos

Por O Dia

"Só passava na minha cabeça que não poderia deixar aquela pessoa ali. Quando conseguimos tirar a segunda vítima do carro, foi como um sopro de vida", disse o cabo Ronaldo Galoni, 32 anos, ao descrever o que sentiu ao salvar duas vítimas presas às ferragens de um veículo em chamas, em Itaperuna, no noroeste fluminense. O ato de heroísmo pode acabar com a promoção dele, do sargento Jorge Emiliano Magalhães e do cabo Thiago Vieira, que também participaram da ação.

A repercussão foi quase instantânea, já que o resgate da primeira vítima foi filmado e postado nas redes sociais. Assim que viu as imagens, o comandante-geral, coronel Wolney Dias, resolveu abrir um pedido por promoção por bravura. O coronel justificou o ato, que deverá ser analisado por uma comissão, de acordo com o regulamento. "Foi uma ação corajosa dos policiais. Eles arriscaram a própria vida e mais uma vez demonstraram ser os heróis da sociedade e que estão sempre prontos para dar a sua vida em prol da defesa da população".

"Meu filho mais velho postou no Facebook dele o vídeo e escreveu 'meu herói'. Isso não tem preço. Mas sei que todos os dias colegas arriscam a vida para proteger a de outros", disse o sargento Magalhães, que tem dois filhos.

No vídeo, é possível ver o resgate da primeira vítima, que é retirada após os policiais forçarem a porta. Já o motorista estava desacordado e ajoelhado entre o banco e o volante."Entramos no carro. Meu rosto ficou a cinco centímetros do parabrisa, que começou a trincar pelas chamas. Não sei de onde o Vieira tirou forças para conseguir quebrar o banco", disse Galoni.

Apenas dez segundos após a retirada do motorista, o fogo tomou conta do veículo. As vítimas continuam internadas no hospital do município. "O motorista estava com a cabeça sangrando muito. Fiquei com ele no chão, até os bombeiros chegarem", contou o cabo, que estava nas suas primeiras horas com a patente. Há seis anos na corporação, ele tinha sido promovido na sexta-feira.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro