Sanduíches mofados para PMs

Condenada a 28 anos de prisão, ela se gabava no Facebook de estar 'de boa' foragida da polícia há mais de um ano

Por Bruna Fantti

Procurada há mais de um ano pela polícia, Danúbia Rangel, mulher do traficante Antonio Bonfim Lopes, o Nem, foi presa no início da noite de ontem no bairro Tauá, na Ilha do Governador. Nem está em presídio federal, mas, mesmo assim, disputa o tráfico de drogas na Rocinha com Rogério Avelino, o Rogério 157.

Condenada a 28 anos de prisão por tráfico de drogas, associação ao tráfico e corrupção ativa, Danúbia estava saindo da casa de uma amiga, na Rua Carlos Magno, quando foi presa. A rua fica a 20 minutos, a pé, do Morro do Dendê. Assim que ela foi presa, vários disparos foram feitos do morro, o que fez os policiais das delegacias da Pavuna e de Nova Iguaçu saírem do local, que é uma área residencial. "Acreditamos que ela estava sendo vigiada por seguranças, que souberam da prisão", disse um investigador.

Danúbia afirmou aos policiais que estava se deslocando para o morro, onde estava há duas semanas, desde que saiu da Vila dos Pinheiros, no Complexo da Maré. Assim como no Dendê, a Vila dos Pinheiros tem influência do tráfico da facção crimonosa Terceiro Comando Puro (TCP). Conforme O DIA noticiou em maio, o TCP se uniu à facção Amigo dos Amigos, da Rocinha, formando o TCA (Terceiro Comando dos Amigos). Assim, Danúbia conseguiu se refugiar em favelas do TCP após ser expulsa da Rocinha por Rogério 157.

Fascinada por óculos escuros e espelhados, roupas de grife e sol, fotos novas de Danúbia apareciam nas redes sociais, mesmo foragida. Uma semana antes de ser condenada, foi solta para cuidar da filha que tem com Nem. A sua primogênita, que teve com outro traficante, morreu aos 13 anos de tuberculose. No dia 29 de setembro, um perfil no Facebook atribuído à mulher do traficante postou: "Quem nasceu pra rainha nunca perde a majestade". Em outra frase, escreveu: "Foragida sim, de boa também".

Ontem, a Rocinha teve mais um dia de tiroteios. As Forças Armadas fizeram cerco para a Polícia Militar, que atua com 550 agentes na comunidade.Houve troca de tiros, mas sem feridos. Um segurança de Rogério 157, identificado como Tales dos Santos, foi preso. Mais um fuzil foi apreendido, elevando para 19 o número de fuzis apreendidos.

Galeria de Fotos

Mototaxistas tentaram fazer manifestação, mas foram impedidos ESTEFAN RADOVICZ/Agência O Dia
Nas redes sociais, mulher de Nem da Rocinha posava se divertindo Reprodução
polícia do Rio prendeu nesta terça-feira (10) Danúbia Rangel, mulher do traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha. A prisão foi feita por agentes da 39ª DP (Pavuna) e da 52ª DP (Nova Iguaçu), na Ilha do Governador. No fim de tarde, a "primeira-dama do tráfico" foi levada para a Cidade da Polícia. Alexandre Brum/Agência O Dia

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro