Salgueiro define samba-enredo 2018. Faltam cinco escolas

Portela define hoje. Mocidade, amanhã

Por O Dia

Até semana que vem todas as escolas de samba do grupo especial carioca já terão seus sambas-enredos do Carnaval de 2018 escolhidos. Na madrugada de ontem o samba-enredo do Salgueiro foi definido em meio a muitas surpresas e apagão na quadra. O time de Xande de Pilares, Demá Chagas, Dudu Botelho e companhia foi o vencedor.

"Esse samba é uma linda homenagem. Ninguém vive sem mãe, quando a mãe vai embora, a gente sente falta dela. Acredito que o trecho que vai "pegar" na Avenida será: 'é mãe, é mulher', disse o cantor Xande.

Durante a festa que reuniu 8 mil pessoas a quadra da escola ficou às escuras e o evento teve que ser transferido para a área externa, onde funciona a Vila Olímpica salgueirense. O jeito foi contratar os serviços de um carro de som, normalmente usado nos ensaios técnicos da Sapucaí.

A energia elétrica foi restabelecida quase duas horas depois. Por causa dos transtornos causados aos sambistas, que pagaram R$ 50 para assistir à final, no próximo ensaio na quadra, dia 14, a entrada será gratuita.

O Salgueiro levará para a Marquês de Sapucaí no ano que vem, o enredo 'Senhoras do Ventre do mundo', do carnavalesco Alex de Souza, que exalta as mulheres negras que, apesar de seus feitos, tiveram de lidar com o preconceito em diferentes épocas.

Outras sete agremiações do Grupo Especial já definiram seus sambas: Mangueira, Vila Isabel, Paraíso do Tuiuti, São Clemente, Grande Rio, União da Ilha e o Império Serrano, escola campeã do Grupo de Acesso deste ano.

Hoje será a vez da Portela definir o Carnaval 2018. A Unidos da Tijuca e Mocidade vão escolher o samba amanhã. Na segunda, a final será na Imperatriz. Na quinta-feira a Beija-Flor de Nilópolis fecha a temporada de escolha dos sambas-enredos.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro