Mortos em assalto a parque de diversões são enterrados

Por O Dia

O empresário Manoel Alves, dono do parque PlayCity, em São João de Meriti, e o sargento da Polícia Militar Jorge da Silva, lotado na UPP da Mangueira, foram enterrados na manhã de ontem no Cemitério Jardim da Saudade de Sulacap. Eles foram mortos na noite de quinta-feira pouco depois de sair do parque de diversões, no que pode ter sido um assalto.

"Ele era um pai para nós. Homem direito, cuidava de todo mundo. Não deixou funcionários, deixou órfãos. Todas essas pessoas que o conheceram jamais esquecerão o legado dele", disse um amigo do empresário, que pediu para não ser identificado.

Muito emocionados, os parentes rezavam e se abraçavam. "Vi ele crescer. Eu o chamava de Jorginho. Era um trabalhador, mais uma vítima dessa violência que assola o Rio de Janeiro. Onde vamos parar?", lamenta Wagner Lourinho, amigo do policial militar.

Na quinta-feira, uma tentativa de assalto na Avenida São João, em São João de Meriti, resultou em uma troca de tiros em frente ao parque de diversões. O PM chegou a ser socorrido no Posto de Atendimento Médico de São João de Meriti, mas não resistiu aos ferimentos.

Outro parque de diversões foi palco de violência horas antes. Tiroteio no Parque PlayKids, na Praça Augusto Dumont, no bairro Juscelino, em Nova Iguaçu, feriu três pessoas.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro