MOCIDADE

Por O Dia

Kamadhenu derrama leite em nosso terreno/ Ganesha tem licença do cruzeiro/ Desenboca o Ganges cá no Rio de Janeiro/ Os filhos de Gandhi hoje são brasileiros/ Brahma foi quem guiou velas de Portugal/ E trouxe a índia ao Gantois da mãe querida/ Padre Miguel chamou Shiva pro Carnaval/ E Namastê pra todo povo d'Avenida

Hora de se benzer, hora de ir ao mar/ Colher o sal da liberdade/ Há tempo ainda!

Desobedecer pra pacificarcomo um dia fez a índia!Theresa de Calcutá/ Ó santa senhora, ó madre de luz,/ Venha pra iluminar/ Esse povo de Vera Cruz/ Clama o meu país/ E a flor de lótus, símbolo da paz,

E a vitória-régia da mesma raiz/ Pela tolerância entre os desiguais/ Deite e 'holi'/ Nesse triunfo do bem e da fé

Nerhu, Dom Hélder, Chico Xavier/ Rezem pra Índia e pro Brasil!! ô-ô, ê-ê, boi/ Bendita seja a Santíssima Trindade!

Em Nova Dheli ou no céu tupiniquim/ Ronca na pele do tambor da eternidade/ O amor da Mocidade sem início, meio e fim!

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro