Mais duas pessoas identificadas no vídeo de socorro à suspeito em UPA

Loura seria mulher de RN, o baleado. Homem pode ser cunhado do traficante TH

Por O Dia

Investigadores da 21º DP (Bonsucesso) identificaram mais duas pessoas que aparecem nas imagens da UPA Maré, que foi invadida por traficantes armados no domingo, após Renan Campos, o RN ser baleado. Renan não tem anotação criminal, mas é apontado pela polícia como uma pessoa de influência no tráfico de drogas da Vila do João, no Complexo da Maré.

Entre os novos identificados está uma mulher loura, de nome Thamyres, que é sua mulher. "Ela o acompanhou na ambulância quando outros traficantes sequestraram o veículo com um médico para prestar o socorro. Além disso, percebemos que ela também tem influência na venda de drogas e, por isso, está sendo investigada", disse o delegado Wellington Vieira, titular da 21ª DP (Bonsucesso).

Além de Thamyres, que aparece conversando com homens que portam fuzis na UPA, a polícia já identificou um segundo homem que aparece nas imagens. Trata-se de um cunhado de Thiago Folly, o TH, que é o chefe do tráfico de drogas das favelas do Terceiro Comando Puro na Maré. Ele também não possui mandado de prisão.

RN é investigado desde 2012, quando teria participado de um tiroteio na Linha Vermelha. Fotos dele foram encontradas no celular de um preso. Nelas, ele aparece segurando um fuzil e usando um cordão de ouro com um grande pingente em forma de coroa.

Segundo Wellington Vieira, RN é "estourado, nervoso, mas meticuloso". As investigações feitas até o momento apontaram que ele chegou a ser cogitado por Marcelo Santos das Dores, o Menor P, para comandar a venda de drogas na Vila do João, na ocasião de sua prisão, em em 2014. Mas, por ter um perfil inconstante, foi preterido para o cargo."Fiz novo contato com advogados que costumam defender traficantes dessa facção. Sabemos que ele está muito debilitado e precisa de atendimento médico. Ele pode ir para o hospital", disse Vieira.

Galeria de Fotos

2017-09-05 - AGÊNCIA DE NOTîCIA - PARCEIRO - Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman chega à sede Polícia Federal, na região Portuária do Rio para depor. A ação faz parte da Operação Unfair Play, desdobramento da Lava Jato, que investiga compra de votos de jurados para a escolha do Rio cidade sede nas Olimpíadasde 2016 Paulo Carneiro/Parceiro/Agência O Dia
Agentes da Polícia Federal cumprem nesta quinta-feira (19), em Copacabana, Zona Sul do Rio, mandados de busca e apreensão contra o contraventor Aniz Abraão David, o Anísio da Beija-Flor. Pelo menos dois carros do bicheiro foram apreendidos em um dos imóveis dele, em Nilópolis, na Baixada Fluminense, e levados para o depósito da PF em Nova Iguaçu. Severino Silva / Agência O Dia
Tamires, mulher de Renan Barbosa, foi reconhecida pela polícia DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro